Bem vindo

Cátia B. Andrade

Presidente

João Lanza

Conselheiro

Equipe de Profissionais

Fixos, temporários e voluntários

Pedagoga, Advogada e mãe da Laís, aprofundou seus estudos sobre a síndrome para lidar com a filha e descobriu pelo desenvolvimento dela que esse trabalho precisava se multiplicar. Idealizou o projeto e hoje coordena suas atividades, buscando sempre formação através de cursos que possam contribuir para o crescimento e perpetuação do projeto e conhecer cases de sucesso para trazer as últimas novidades para dentro da instituição.

A equipe de profissionais atua de forma interdisciplinar, buscando:
1. Compreensão ampliada do desenvolvimento cognitivo, motor e social;

2. Construção compartilhada pela equipe multiprofissional do Diagnóstico Situacional, que envolve,  a avaliação psicomotora, desenvolvimento da linguagem, comportamento socioafetivo, levantamento das necessidades e potencialidades da criança, através dos recursos terapêuticos disponíveis;

Também temos colaboradores e voluntários que apoiam todas as atividades.

Setelagoano. João é o principal conselheiro da Associação. 

Simpatizante do projeto de Cátia, resolve ceder imóvel de sua propriedade, reformado e equipado para sede da Associação.

Então, a Associação é fundada, recebendo o nome do ilustre casal Ivone e Pedro Lanza, seus pais.

Profissionais IPEL Down:

- Coordenador

- Setor Administrativo

- Fisioterapeuta

- Fonoaudiólogos

- Pegadogoga

- Professora de Apoio, Artes, Culinária, Informática, Música, Teatro e Dança.

- Psicólogo

- Terapeuta Ocupacional

Em 2011 criamos um lugar acolhedor e preparado para receber crianças com síndrome de Down, dar suporte às suas famílias e principalmente informar. Simpatizante do projeto, o conselheiro _ João Carlos de Magalhães Lanza, resolve ceder imóvel de sua propriedade, reformado e equipado para sede da Associação.

Voltada à pesquisa, estudo, inclusão social e escolar, divulgação de conhecimentos e tratamento totalmente gratuitos de crianças e adolescentes com síndrome de Down, a Associação inicia suas atividades atendendo 11 crianças. Atualmente a Associação atende 60 crianças, adolescentes e jovens.

O objetivo é proporcionar a elas a chance de um futuro próximo com maior qualidade de vida.

Mesmo com poucos anos de atuação, e uma longa luta pela frente, a IPEL Down já se preocupa com a perpetuação desse trabalho, pois a cada dia que passa, percebe o quanto é necessário o serviço que presta, o quanto tem contribuído para o futuro dessas crianças, dos pais e das futuras gerações.

Já se pode observar resultados importantes, a exemplo da particular evolução neurológica e motora de todas as crianças atendidas em nossa instituição.

Nossa equipe

O que oferecemos

- fisioterapia;

- fonoaudiologia;

- pedagogia - assessoria e reforço escolar;

- psicologia,

- terapia ocupacional,

- terapias alternativas como: música, dança, arte, culinária, teatro e contação de histórias.

- prática de esportes,

- apoio familiar.

Nossa missão

Estimular as crianças, apoiar seus pais e mostrar para a sociedade que a diferença     (e não a semelhança) é um princípio essencial da vida. 

Nossos registros

Aqui você pode consultar todos os registros e documentos que certificam as atividades da OSCIP: 

Ajude-nos a continuar esse trabalho!
A síndrome de Down (SD) ou trissomia do cromossomo 21 é a cromossomopatia mais comum no ser humano, acontece independente de sexo, etnia ou classe social. No Brasil, nasce aproximadamente uma criança com SD para cada 700 nascimentos. Sabe-se que as pessoas com síndrome de Down, quando bem atendidas e estimuladas, têm potencial para plena inclusão social.
Protocolo elaborado pela equipe multiprofissional de Cuidado à Saúde da Pessoa com síndrome de Down do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Rua Paulo Frontin, 673 | Centro
Sete Lagoas, MG 35700-049

Ligue:

(31) 3775-3159 | 98679-9009 (Oi)

  • Facebook